Como Federer ganhou seu oitavo Wimbledon
Por José Nilton Dalcim
16 de julho de 2017 às 10:19

Federer não segura lágrimas no banco diante de tamanho feito. Vai erguer o troféu mais importante do tênis pela primeira vez em cinco anos, relembrando o garoto que chegou à mesma glória 14 anos atrás. Na plateia, a esposa e seus quatro filhos.

Terceiro set
6-4 –
Federer sai de 0-15 e vibra ao virar o game. Fecha com ace e enfim chega ao oitavo WImbledon tão esperado.
5-4 –
Croata forçou o saque, até fez dupla falta, mas confirmou sem sustos.
5-3 –
Suíço manteve adversário em movimento o tempo todo e, apesar de grande lance de Cilic, confirma serviço importante.
4-3 –
Três erros do fundo de quadra de Cilic custam quarta quebra da partida. Federer voltou a devolver tudo e fazer o adversário jogar.
3-3 –
Game tranquilo do suíço.
2-3 –
Com outra boa subida à rede e seu quarto ace, Cilic se mantém à frente.
2-2 –
Cilic parece bem mais animado. Federer caiu um pouco de intensidade e de novo saiu com 0-15.
1-2 –
Para sorte do jogo, Cilic parece recomposto. Mexeu-se bem melhor no fundo de quadra e fez novo saque-voleio no break-point. Depois sacou firme para fechar.
1-1 –
Croata até devolveu melhor, deu azar em duas bolas que fiaram na fita.
0-1 –
Cilic enfim voltou a sacar bem, algo que não acontecia desde o começo do primeiro set.
Segundo set
6-1 –
Com terceiro ace na partida, Federer fecha segundo set de forma tranquila e Cilic pede de novo a presença do fisioterapeuta.
5-1 –
Cilic vinha bem no game até 40-30. Dai em diante pareceu não saber muito o que fazer sem o primeiro saque. Leva mais uma quebra.
4-1 –
Federer errou voleio no primeiro ponto, mas depois o saque fez o trabalho.
3-1 –
Croata optou por saque-voleio e até se deu bem, fechando o game com um bate pronto difícil.
Cilic pede atendimento e mostra cara de choro. Não recebe qualquer tratamento.
3-0 –
Mais um ace aberto de Federer, algo que ele usa muito diante dos adversários mais altos. Croata já cometeu 14 erros não forçados, algo absurdo na grama.
2-0 –
Cilic até agora foi uma decepção. Começou bem, teve até break-point mas daí em diante nem mesmo os golpes de base estão firmes, com muitos erros bobos.
1-0 –
Federer foi se soltando pouco a pouco com o serviço e vencer o primeiro set deve ajudar anda mais. Cilic precisará primeiro cuidar do saque e depois pensar em devolver.
Primeiro set
6-3 –
Cilic tenta mudar alguma coisa, faz até saque-voleio. Mas agora suíço já está confiante na base. Dupla falta custa o primeiro set.
5-3 –
Mais um game de serviço extremamente rápido de Federer.
4-3 –
Cilic confirma saque no sufoco, depois de levar curtinha espetacular. Federer já devolve segundo saque dentro da quadra.
4-2 –
Federer confirma a quebra sem susto.
3-2 –
Um grande lance de Federer garantiu 0-30. Cilic jogou com segundo saque e errou feio no terceiro break-point. Sentiu a pressão?
2-2 –
Primeiro susto para Federer. O croata devolveu bem, ele não segurou o fundo de quadra e permitiu break-point. Saque salvou.
1-2 –
Cilic é grande sacador. A questão é ver se Federer conseguirá devolver tão bem como fez diante de Berdych, quando fez adversário jogar quase todos os pontos.
1-1 –
Federer também tem seu primeiro momento tenso, com 15-30. Encaixa dois grandes saques.
0-1
– Primeiro game claramente nervoso para Cilic, com duas igualdades mas enfim o saque resolveu.


Comentários
  1. Carlos Alberto Alves

    Gigante, gênio, mestre, professor, qualquer um destes adjetivos se encaixam neste extraordinário esportista que se chama Roger Federer. A sua grandeza é tamanha que por ora às vezes acho que ele é maior que o próprio esporte que pratica! Podemos afirmar que houve ou existiu o tênis antes do Federer, e o tênis depois dele, e aqui jamais estou desmerecendo lendas do passado como: Laver, Borg, Sampras entre outros. Mas por favor me citem motivos convincentes e fundamentados para que não coloquemos Roger acima destes caras. Eu acompanho a carreira deste gênio desde 2004, e de lá para cá quantas gerações, incluindo Sampras, Agassi e uma porção de ex-número um não foram batidos por esse ser iluminado? Veio o chamado big four, com três excelentes jogadores, mas quem seria capaz de duvidar da capacidade do Suíço, e dos feitos e números dele que parecem não ter fim? Por mais que falem que a carreira dele acabou, ele continua provando que não precisa provar mais nada, pois a ele foi concedido o dom de se jogar tênis sem fazer o mínimo esforço, ao término de seus jogos nem parece estar suado….e agora aos quase 36 anos conquista seu 19o Slam algo que muitos jamais acreditaram e inclusive duvidaram aposentando ele precocemente chego a ter dó dessas pessoas…..rsrsrs , e o melhor é que o outrora aposentado continua jogando em altíssimo nível….senhoras e senhores o nome desta lenda, deste mito é ROGER FEDERER, simplesmente o maior tenista de todos os tempos.
    Sem mais.

    Responder
  2. Márcio Souza

    E o REI, “THE KING” calou a boca de muita gente sem noção hoje.

    Depois do AO 2016 aonde o Craque perdeu para o Cotonete na semifinal, cravaram ali o sepultamento do GOAT e muitos o “aconselharam” a encerrar a carreira por estar expondo a família ao vexame e estar se arrastando em quadra.
    Depois então do acidente com as filhas semanas depois aonde ele precisou abdicar de disputar os torneios seguintes voltando somente no saibro e sofrendo derrotas nas primeiras rodadas e pulando RG depois de tantos anos e posteriormente sendo derrotado por Raonic nas semifinais de Wimbledon, tudo isso foi um prato cheios para as AVES DE RAPINA se deliciarem com a desgraça alheia do MAIOR E MELHOR (até ali com somente os mesmos 17 Slam de outrora), a tripudiação, veneno, soberba, arrogância, prepotência e egoísmos falaram tão alto que o humor que deveria prevalecer foram reduzidos a pó.

    Tudo bem, afinal de contas o melhor ainda estava por vir (para eles), Federer anuncia que abria mão do resto da temporada e só retornaria em Janeiro na Copa Hopman, abdicando assim das Olimpíadas, Us Open e todos os demais torneios importantes do segundo semestre…mais um prato cheio pros SEM NOÇÃO DE PLANTÃO DO BLOG mais uma vez gritar bem alto e expandir o ar dos pulmões, o FEDERER ACABOU, JA ERA, NÃO VOLTA MAIS, AGORA A APOSENTADORIA VAI SER NA MARRA, FIM DE CARREIRA, FINAL DA LINHA, enfim…

    Mas ai o que acontece em Janeiro na Copa Hopman, começamos a perceber de fato uma esquerda mais eficiente, um Federer mais ligado e com o jogo mais compacto, será um ajuste do Ljubicic?, será que o Federer conseguiu ajustar o seu jogo a essa altura do campeonato?
    Os mal amados de plantão riram, é isso mesmo RIRAM do ajuste da esquerda do Craque falando que aquilo ali não poderia mudar o estilo de jogo dele e que era só alguém marretar ali durante o jogo mandando 20 bolas ali que 18 ficariam na rede ou iriam pra fora, e o que aconteceu?

    Um a um, os adversários do top 10 que ele pegou foram sucumbindo diante de um RF ainda sem ritmo, mas com um jogo bem eficiente e quem o GOAT pega na final? Sim ele RAIMUNDO NONATO ou melhor RAFAEL NADAL, aquele que tinha 6 a 2 em final de GS ganhos contra o FEDERER e que muitos falaram que o suiço não tinha chances ainda mais se o jogo fosse para o quarto set, bom todos aqui ja sabem o final da história.

    O ponto que eu queria chegar era em Wimbledon, quando que em algum momento mesmo que por um breve pensamento desses seres que tiravam sarro do GOAT que ele poderia novamente ganhar Wimbledon, acho que em nenhum momento ne?

    E agora, como ficam as indagações, como ficam as discussões, porque daquele FEDERER que caiu (em Wimbledon do ano passado (duas vezes, uma na quadra e a outra para o Raonic) e hoje ja tem 19 GS e o 8° CANECO DE WIMBLEDON GANHOS, como fica agora, o que falar, quais serão os argumentos, quais serão os devaneios, quais serão as lamentações, tenho certeza de alguma coisa eles irão inventar porque a mente insana e sem bom senso dessa galera merece de fato um prêmio.

    Torci para que no momento após o Match Point conquistado com um ACE, o Craque pudesse ter ido até as câmeras e gritado: CHUPA QUE É DE UVA CAMBADA DE SEM NOÇÃO!
    NADA MAL PRA UM APOSENTADO NE?
    CHUPA ESSA MANGA!!! Kkkkkk

    Mas a organização do torneio é tão rígida que nem desfilar sozinho com o troféu deixaram o GOAT fazer, enquanto ele dava a volta olimpica ostentando a conquista, varios seguranças o acompanharam.
    Não faz mal o recado ja havia sido dado e com estilo.

    PARABÉNS FEDERER!!!

    Parabéns também a todos os torcedores do GOAT que assim como eu acreditaram que essa conquista e a volta por cima aconteceria.

    Estamos juntos galera, seja aqui ou la no grupo do Wats, estaremos sempre juntos!

    Um abraço a todos e vamos que vamos agora em busca do 20° GS e o retorno ao número 1.

    Valeu!

    Responder
  3. JANAINA M.DIAS

    No céu reluzente brilha o relógio dourado de Cronos, Deus do Tempo. Um dia, um homem vindo de uma nação que adorava relógios, entra sorrateiro em seu reino e resolve mexer na Grande Engrenagem. Começa a girar os ponteiros de ouro, cada vez mais rápido, fazendo o tempo voltar pra trás…
    2017….2007…O homem em questão, tenista brilhante e mais velho, realiza então o impensável para qualquer esportista: refaz em sua madurez a performance da juventude.
    Transforma seus forehands e backhands em raios flamejantes, flutua em quadra, dispara fulgurante como o jovem que fora outrora! Desafia a Lógica, a Biologia e todas as ciências do envelhecimento e pára o tempo, na quadra, para fazer luzir seu jogo..
    Cronos, furioso, olha do alto o tenista que o ultrajou:
    – Como esse reles mortal ousa subverter minhas Leis??
    E o homem da pátria dos ponteiros responde ao Deus decano:
    – Em quadra eu faço meu próprio tempo! ( e, em pensamento, acrescenta: “..e minhas leis..).
    O relógio olímpico segue furioso e enlouquecido para trás, espantando o poderoso Deus.
    E enquanto isso, esse tenista mais velho segue e vence tanto os jovens quanto os maduros, escala o Olimpo e finalmente lá no topo ergue aos céus seu troféu dourado!
    Em lágrimas ele pensa consigo: – Sim, também sou imortal!
    Cronos, agora desolado e incrédulo, murmura, observando o “jovem herói”:
    – Como pôde??
    E eu, nesse momento, respondo ao Senhor do Tempo:
    – Ninguém sabe Cronos…ninguém sabe..

    Janaina Moreira Dias – São Vicente/SP – 16/07/17.

    Responder
  4. Miguel Delfes

    Por esta nem eu.. nem nadalenses.. nem djokofãs.. nem vc Dalcim esperávamos..
    Vc agora terá trabalho rs e calcular e calcular e rever seus cálculos a fim de saber qual foi o q deu o maior chute e então foi o q mais se aproximou do resultado desta incontestável e pq não ímpar vitória deste gigante Roger Federer.. sim gigante q com seu 1,85 mt encaixa nada menos d q 76% dos seus primeiros serviços contra Cilic q com seu 1,98 mt encaixou apenas 54%.. e isso em uma final de Wimbledon..
    Aguardando seu sempre ótimo post independente de quem seja o ganhador..
    Parabéns pelo blog !

    Responder
  5. André Barcellos

    A final foi uma espécie de anticlímax mesmo. Cílic não jogou o que poderia por causa da bolha e do nervosismo inicial.
    Federer não precisou tirar coelhos da cartola, nem mostrar seu melhor tênis.
    Mas este ano não teria pra ninguém, mesmo Djokovic ou Nadal…
    Enfim, RF aumentou a coleção de GS merecidamente e muitos dos antes reticentes se rendem ao suíço.
    Hoje Paulo Cleto o reverenciou de forma definitiva, por exemplo.
    Agora esperemos pra ver o que ele ainda pode fazer no ano, de preferência mostrando o exuberante tênis do AO.
    Acho que é o que vai acontecer em Flushing Meadows.

    Responder
  6. Maurício Neves

    Completando…

    Quando Marin Čilić espancou Feder no US Open de 2014, com marretadas, ninguém quis saber se Roger estava bem ou não. Simplesmente mandaram ele se aposentar, estava velho e acabado.

    Senhores ele não perdeu 1 set sequer.

    Hoje foi o último jogo não o único jogo.

    Espero que o pé de Marin Čilić se recupere logo.

    Abraços

    Responder
  7. Maurício Neves

    Boa tarde Dalcim,

    me lembro quando algumas pessoas, fãs de Nadal e Nole diziam que Roger Federer deveria se aposentar e parar de envergonhar sua história e filhos.

    Federer fez melhor, tirou férias e o resto essas pessoas devem estar assistindo.

    No dia 8 de agosto Federer completa 36 anos e já disse em estar ansioso para defender seu título em 2018.

    Se ele quisesse o Nº 1, como o Nadal, ele estaria jogando até CETAV – Circuito de amadores do RJ..Rsssssss

    Ele só quer fazer o que os outros do Big 4 não conseguem fazer..Jogar um tennis completo com todas as possibilidades além de pancadaria e correria, mágico.

    Boa semana e vida longa ao Rei do tennis completo.

    Responder
  8. José Eduardo Pessanha

    Comparativo entre FedEx e o Trio Parada Dura (tirando Roland Garros, pois Nadal ganhou 10 GS lá):

    Australian Open: Trio Parada Dura – 7 x 5 – FedEx (vitória paradadurista)
    Wimbledon: FedEx – 8 x 7 – Trio Parada Dura (vitória FedEx)
    US Open: FedEx 5 x 5 – Trio Parada Dura (empate, mas com o 20 passaremos à frente)

    Placar Final: Trio Parada Dura 19 x 18 FedEx.
    Dá pra passar à frente. kkkk
    Abs

    Responder
  9. Paulo F.

    Excelente campanha e torneio do maior de todos, mas é inegável que se fosse Djokovic o campeão, estariam colocando na conta o número de desistências, que foi ajudado com a lesão de Cilic e blá-blá-blá.

    Responder
  10. marcilio aguiar

    Embora torça para o Federer e esteja contente com sua vitória, foi meio frustrante o jogo ter decorrido assim. Acho que ele venceria também se o Cilic estivesse sem o problema no pé, porém com muito mais dificuldade e emoção. Parabéns ao maior campeão e mais espetacular tenista de todos. Meu respeito ao Cilic pela dignidade de competir até o final , mesmo abalado emocionalmente pelas circunstâncias. Seu choro só o engrandece como pessoa e como esportista. Vamos agora esperar que todos estejam em boa forma para o USOPEN. Mais dias gloriosos virão!

    Responder
  11. Rodrigo S. Cruz

    Para vocês verem como as coisas podem mudar rapidamente no tênis…

    Há cerca de 1 ano e meio atrás tinha um MONTE de pessoas que já haviam aposentado compulsoriamente o suíço.

    Diziam que ele jamais ganharia um Major novamente, após o dupla queda seguida em Wimbledon.

    E já haviam inclusive traçado um plano para que o sérvio Novak Djokovic alcançasse o suíço celeremente, vencendo 2 ou 3 majors por ano…

    Bem, o que vimos no entanto em 2017 foi o Djokovic amargar um duro jejum de títulos importantes.

    Enquanto o dito ” Aposentado” amplia a diferença entre eles para mais dois Grand Slams, além de chegar como nome cotadíssimo para o Us Open.

    É isto, meus caros. Jamais voltem a confiar de novo em bolas de cristal cotonéticas.

    Responder
    1. Alex Picelli

      Olá, mas não foi só pessoas torcedoras, o próprio Djoko disse( Dalcim se me permitir por este link) http://www.ahebrasil.com.br/noticias/2013/12/04/tenis/djokovic+acha+dificil+que+federer+volte+a+conquistar+um+titulo+de+grand+slam.html
      E voa-la ganhou 2 e se tanto o Nole quanto Murray e os demais top 10 não apertarem o pé, vencerá o Usopen fazendo 2 dezenas de slam.
      Dalcim da para por Federer como favorito no Usopen se os outros top estiverem, ou de fora(Djoko e Murray) ou capengando?
      Obrigado!

      Responder
  12. AKC

    Deixando de lado o jogo fácil e algo sem graça, o que dizer? Sou um dos vários aqui do blog que acompanharam a carreira de Federer desde o começo, um grande admirador do jogo do suíço. Vi também Nadal despontar, e sempre gostei da rivalidade dos dois. Houve torneios em que torci para o Federer ganhar, houve torneios em que torci para o espanhol – principalmente quando grandes feitos estavam em jogo. Neste ano, torci para Nadal levar o AOpen, pois isso apimentaria a disputa de ambos. Torci para o Nadal levar o 10o em RG. Neste Wimbledon, torci para Federer ganhar o tão merecido 8o troféu. Pessoalmente gostaria que Federer e Nadal chegassem neste momento de suas carreiras disputando mais acirradamente as glórias do tênis, mas é impossível não admitir que Fedex está a um degrau acima no panteão tenístico. Parabéns ao suíço, somos gratos de presenciar sua realeza indiscutível!

    Responder
  13. Luciano Serafim

    Dalcim
    Federer estava inteiro fisicamente e mentalmente, mesmo sem problema no pé acho que não dava para Clic hoje.
    Clic que em 2015 na semi final do US Open contra Djokovic, entrou em quadra sem condições de jogo (tornozelo).
    Ele chegou a essa final de Wimbledon com 4h 36min a mais que Federer dentro da quadra, para azar dele a conta chegou antes da final.
    Parabens Federer, 18, 19 …….até onde vai?

    Responder
  14. Luis

    O choro do Cilic e do Federer foram melhor da final de Wimbledon foi Morna a partida,que Federer continue mais anos e’ insubstituivel rs,nova campanha no blog Federer 20 rs,sem perder sets passeou em Quadra em Wimbledon como Nadal em Paris, que 2017 do suico rs,esperando o post sobre a conquista Dalcim

    Responder
  15. Daniel

    A organização bem que tentou ajudar o maratênis, deixando a grama bem lenta, mas não contava com o brilho do Muller pra eliminar o baloeiro e os problemas físicos de Murray e Djokovic, consequência de vários anos de maratênis. Os avanços da medicina até ajudaram essa turma a continuar jogando aos 30 anos, mas tudo tem limite…

    Enfim, o que importa é mais um título do Rei do Tênis, que sem perder sets, se torna o maior vencedor do torneio mais importante do tênis. Vida longa ao Maior de todos os tempos. E fica a torcida por mais torneios como esse, em que o maratênis não estraga 🙂

    Agora alguém me passa o endereço do churrasco? Mas por favor não confundam de endereço. Não quero ir para aquele sítio… A depressão ali deve estar tão grande que tenho medo de me suicidar depois kkkkkk

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Kkkkk

      No sítio não está rolando churrasco nenhum, o clima lá é de funeral.

      E o Robson pagou por um monte de carpideiras!

      Kkkkk

      Responder
    2. Leandro Lucena

      E pra ficar perfeito o ano mais duas ou três entubadas nos maratenistas da vacaloka, Nadal e Djoko revezando semi e final do US e Final.

      Responder
  16. Willian Oliveira

    Dalcim, já teve algum outro Grand Slam com um número de lesões tão grande quanto esse? Desde a primeira rodada, quando muitos só entraram em quadra para receber a premiação por participação, até a final, as lesões marcaram o evento…

    Responder
  17. Tiago Castro

    O jogo não teve graça a partir do segundo set. O Torneio muito emocionante e disputado não teve a final que merecia. Pena.
    Mas o melhor se consolida como o maior de todos…quem vai dizer que ele não é o maior de todos??
    Outra coisa..como é inteligente. O descanso da temporada do saibro se mostrou fundamental.
    Vida longa ao rei Federer. Que continue jogando até os 40 anos em alto nível.

    Responder
  18. Sérgio Ribeiro

    Quando o Garoto bateu Pistol Pete Sampras aos dezenove na Grama Sagrada em 2001, já dava pra perceber que estaria surgindo o Rei da Grama. Mas foi além , o Maior jogador de Todos os Tempos. Vence em 2003, e Quatorze anos depois, o Velhinho ( e melhor preparado ) , se torna o maior vencedor Masculino da traiçoeira Grama Sagrada do All England Club. E de quebra se iguala a Björn BORG , como os únicos a triunfarem sem perder Sets, em dois SLAM com Pisos diferentes. E mais uma vez não escondeu suas emoções. Dificilmente surgirá outro igual. ABS !

    Responder
  19. Rodrigo S. Cruz

    Putz!

    Que pena esta final desta forma.

    Simplesmente não teve jogo, depois do primeiro set.

    É claro que o Federer não tem culpa disto. Chegou ao décimo-nono Slam, e no Us Open pode levar o vigésimo!

    Já pensaram? 20 títulos de Grand Slam.

    É fraco esse homem?

    And by the way: CHUPEM, FAKES.

    Responder
  20. Luis

    Dalcim muito legal o sonhado 8 em Wimbledo enfim aconteceu rs,19 Slam mais um pra chegar nos 20 o que seria incrivel marca no masculino e o tamanho do Federer no tenis e no esporte em geral ainda e’ maior esportista do Mundo rs,Dalcim Federer chega nos 20 Slams? Falta 1 rs e pode ser no Us open ainda em 2017,que posicao Federe fica no ranking 3 Dalcim? Mais um dia feliz por culpa desse suico rs,o sujeito de oculus colorido que falou o Eusebio era o Logico kkkkk,obrigado Federer e todos seus fans no blog rs, beijo Alice

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Calma.

      Não se precipite.

      Não cometa o mesmo erro fatal das noletes deslumbradas.

      No período de 1 ano, muitas águas podem e vão rolar…

      Responder
  21. Anderson

    Embasbacado com a facilidade do jogo pro Federer, apesar da bolha no pé, não esperava ENF tão bobos do Cilic que vinha jogando um lindo torneio…

    Responder
  22. Renato

    É campeão! Como disse Thomaz Koch:” Federer é o maior tenista de todos os tempos” Incontestável! Parabéns para o gênio do esporte!

    Responder
    1. Rafael Wuthrich

      Uma comemoração discreta e sincera, pra desabar em lágrimas emocionantes ao sentar na cadeira. Sensacional como vencer pra ele não é qualquer coisa. Talvez resida aí a maior diferença para a maioria de seus adversários: a importância emocional de cada título.

      Responder
      1. Eduardo Nery

        Tem gente que não sabe a hora de não aparecer…
        O Djoko 171 preferiu arrumar uma lesão, como sempre… Um cara que não sabe perder como ele, nunca será um vencedor como Federer.

        Responder
      2. Rodrigo S. Cruz

        Desculpe,

        Mas com o que o Federer vem jogando em 2017, ele não perderia de Djokovic de jeito nenhum.

        Vocês disseram o mesmo quando ele pegou o Nadal na decisão da Austrália, e quebraram a cara.

        Responder
      3. Rui Diógenes de souza

        Kkkkkkkk, enxergue o óbvio: o maior e melhor de todos os tempos é Roger Federer. Enquanto isso, o sérvio se afunda em suas crises existenciais.

        Responder
      4. Henrique bardawil

        Obviamente que se Federer enfrentasse o djoko iria ganhar . Nesse nível que ele está jogando , com essa confiança , e experiência em sua vasta carreira, não seria um simples nervossismo de 2 anos atrás que to faria sucumbir. Essa briga entre torcedores de federer e djokovic , chegar a ser ridicula , pois nem entre eles existe tal rivalidade e desrespeito . Observe isso pela entrevista que djoko deu em wimbledon … sobre a brincadeira das desistências da primeira rodada. Abs. – Aproveite invés de criticar , federer , djoko e nadal nao precisam provar nada a ninguém .

        Responder
  23. Thiago Prada

    Admiro atletas por conseguirem jogar com dores, igualmente admiro jogar com gripe e febre, eu mal me sinto vivo pra sair da cama, no máximo pro sofá rs

    Responder
  24. Jader

    Até o Federer parece que ficou meio desanimado, está jogando abaixo do que costuma. É aquele efeito de não saber se continua arriscando e forçando ou se só joga a bola pro outro se virar. Uma pena.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Ele pediu agora atendimento para o pé esquerdo. Parece bola. Vamos lembrar que ele levou escorregão no começo da partida e isso pode ter piorado o problema.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *